TOP BLOG

TOP BLOG
Espiritismo Redivivo

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

AIDS

AIDS


A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) tem causado muitas preocupações para jovens, adolescentes e pessoas adultas, no tocante a prática do sexo. Muitas pessoas não têm noção de como esta síndrome assustadora surgiu no mundo em que vivemos. Várias versões foram divulgadas, estudadas, mas nenhuma com o devido respaldo. Surgida na segunda metade deste século, é considerada uma nova moléstia que assola a população mundial. Afirmam os estudiosos que a mesma é causada por um vírus do tipo HIV, responsável pela extinção de milhões de vidas na África, a partir dos anos 50. Sorrateiramente foi difundida no orbe terrestre, e identificada nos Estados Unidos da América do Norte no ano de 1978, desde o seu descobrimento e conhecimento.

Ao lermos determinada matéria esbarramos com uma notícia assaz interessante: “Homeopatia do Sangue” – “Cura para a AIDS - SIDA e outras doenças de difícil tratamento”. Aliás, ela vem apavorando o mundo, por duas razões por duas razões plausíveis, sendo a primeira delas por ser uma doença sexualmente transmissível e a segunda pelo seu forte poder de destruição, desafiando a medicina todos os dias, o ano todo. Quando a liberação sexual estava bastante difundida na sociedade e a prática sexual tornou-se quase espontânea e normal, com a liberdade e a liberação, com a dissolução dos usos e costumes, com a banalização da sexualidade, ela encontrou um vasto campo para atuar e fazer suas vítimas. Ressaltemos aqui que muitas pessoas foram infectadas através de recebimento de sangue de doadores portadores da doença.

O “amor-livre”, uma moda dos tempos modernos, a homossexualidade, a busca do prazer pelo prazer de uma forma irracional, as prostitutas profissionais, as atrizes e atores de filmes pornográficos estavam numa escala de risco bem maior. Estes fatos fizeram que o vírus encontrasse neste campo uma fortaleza para suas ações daninhas e seu propagou com muita facilidade, com o aumento das relações sexuais, principalmente em homossexuais masculinos. As duas maneiras em que devemos ter muita e mais preocupação, em virtude de serem as preferidas do vírus, a relação sexual e a transfusão de sangue. É tido como científico que a AIDS é uma doença incurável, conforme a ciência da alopatia ou medicina química ou medicina oficial. As terapias naturais associadas à ciência da homeopatia consideram a AIDS curável. A mídia mundial anuncia que a AIDS é incurável. O portador do vírus da AIDS – SIDA quer acreditar que esta doença é curável.

“Colocamos aqui mais uma conotação de como surgiu esta terrível doença: O nome no nosso idioma é: Síndrome da Imuno Deficiência Adquirida” sigla SIDA (ou AIDS). A população brasileira e mundial precisa ficar sabendo que esta doença foi gerada após o surgimento de técnicas maciças de medicamentos químicos para suprimir as doenças como sarna, psoríase, eczemas, gonorréia, sífilis, tuberculose e alergias, entre outras. Com este processo as pessoas se fragilizaram no seu sistema imunológico e isto facilitou o campo para invasão do vírus da AIDS. As terapias naturais propõem o fortalecimento do organismo humano e limpeza interna dos órgãos ao invés de continuar insistindo em combater os vírus da AIDS e eles se tornando cada vez mais fortes, resistentes, exigindo cada vez mais medicamentos químicos e gerando pessoas mais frágeis no seu sistema imunológico.

Nas terapias naturais não se combate o vírus, mas altera-se o campo, eliminando as impurezas internas, não facilitando a vida do vírus da AIDS. Como foi que a medicina oficial ajudou a desenvolver esta síndrome? Todas as doenças físicas vêm da sarna reprimida. A supressão da sarna causa milhares de novas doenças, que são tidas como independentes da repressão da sarna. A supressão da sarna facilita a entrada das gonorréias e da sífilis. A supressão destas duas últimas facilita a entrada do câncer, da tuberculose e finalmente da AIDS. O que se entende por supressão da sarna? A doença tem duas direções: ou está saindo do corpo ou está se interiorizando no corpo da pessoa.

A doença sai do corpo humano pelas fezes, urina, transpiração, catarros, remelhas, cerumes. Quando fica trancada no organismo vai se acumulando em vários órgãos e partes do corpo. A medicina alopática faz todos os esforços visando impedir que a doença espontaneamente caminhe do interior ao exterior do corpo. Todos os esforços da medicina alopática são no sentido da doença caminhar do exterior para o interior, impedindo, dificultando, obstaculizando a saída das impurezas do organismo. Isto vai fragilizar o sistema imunológico. A SIDA (AIDS) surgiu nos humanos e se espalhou por grande parte da humanidade poucas décadas depois da grande descoberta científica dos antibióticos. Estes, aos matar os vírus, os micróbios, os vermes, os fungos, fragilizam o sistema imunológico. Estando fragilizado o sistema imunológico, os vírus, micróbios, fungos e as bactérias têm grande facilidade de penetrar, desenvolver e se multiplicar no interior do corpo humano.

Gerada esta fragilidade, os organismos ficaram suscetíveis a receber vírus que somente conviviam em outras espécies animais. Assim, depois da descoberta dos antibióticos, os humanos, após receberem grandes cargas destes medicamentos e mais a grande carga de vacinas, ficaram com seus sistemas imunológicos frágeis e isto facilitou, permitiu a SIDA nos humanos. Assim, pode-se compreender porque esta doença tem justamente este nome “Síndrome da Imuno Deficiência Adquirida” (SIDA), ela foi adquirida após o surgimento dos antibióticos. Adquirida de que forma?
Adquirida com a fragilização do sistema imunológico. O modelo médico vigente, ao aplicar nos humanos - doses maciças de antibióticos para combater a gonorréia, a sífilis, a tuberculose, enfraqueceram os humanos e assim o vírus da AIDS, que era especifico de determinada espécie de macaco, passou a encontrar campo fértil no interior dos seres humanos. Se a AIDS – SIDA foi fabricada nos humanos por meio dos tratamentos com alopatia, existe alguma fórmula de reverter esta situação e negativar os portadores deste vírus? Basta fazer o tratamento com a Homeopatia do Sangue que a SIDA se torna fraquinha, pouco resistente e conseqüentemente abandona os hospedeiros. Qual é a orientação?

Há mais de cinco anos temos conhecimento desta fórmula. A questão é que a mídia mundial, orientada pelos “doutores tidos como cientistas”, afirmam que pelos métodos alopáticos esta doença é incurável. Pelo método alopático ela é na verdade incurável. Cada vez os humanos ficarão mais frágeis aos antibióticos e surgirão doenças mais graves do que a SIDA. Mas, associando o tratamento homeopático, esta “doençinha” se torna fraquinha, fraquinha e acaba desaparecendo do corpo humano. A homeopatia do sangue resolve vários tipos de doenças consideradas como incurável. É a terapia que consiste na retirada de uma pequena quantidade de sangue do dedo da pessoa e a confecção imediata de uma essência homeopática, com a finalidade de estimular o sistema reticuloendotelial (SRE), com o conseqüente aumento de concentração dos macrófagos, produzindo, assim, a potencialização da imunocapacidade do organismo, o que desencadeia uma série de processos de cura.

É um recurso terapêutico de baixo custo e simples: retira-se uma gota de sangue do dedo da pessoa e se faz uma solução homeopática, sem nada acrescentar ao sangue. O sangue, tecido orgânico, estimula o S.R.E. A medula óssea produz mais monócitos que vão colonizar os tecidos orgânicos e recebem então a denominação de macrófagos. Antes da aplicação do remédio, em média a contagem dos macrófagos gira em torno de 5%. Após o tratamento a taxa sobe e chega a 22%. - (Fontes): www.stum.com.br) e (www.portalsaintgermain.com); Espiritismo de A a Z da Federação Espírita do Brasil (FEB).

Como todos podem ver para qualquer problema sem solução existe sempre uma luz no final do túnel e devemos procurá-la com certeza, até esgotamento total das possibilidades de cura. Continuando a via crucis dessa temível doença, informamos mais uma vez, o contato sexual é a principal via de contaminação, constatada em 73% dos doentes com AIDS. É o mais fácil meio de contaminação, pois muitos não aderiram ao uso da camisinha ou simplesmente por achar incomodo o uso da camisinha e preferirem correr o risco de pegar a doença, pois ela não escolhe cor e nem classe social. O esperma por ser composto por milhões de células vivas é o caminho predileto e por onde ele se insere.

Ele adora esse caminho para desenvolver sua sanha assassina. Na promiscuidade sexual, notadamente entre homossexuais masculinos, os bissexuais e heterossexuais com a mesma promiscuidade não estão isentos a ser presas fácil do vírus. Outro perigo ronda os toxicômanos pelo uso de drogas através de seringas contaminadas e usadas ao mesmo tempo por vários doentes e viciados. Os hemofílicos são (presas) fáceis do vírus, pelo uso de sangue contaminado. A mão doente pode tranquilamente passar para seu bebê o vírus e pode ser constatado antes e depois do nascimento da criança. O cuidado deve ser geral e irrestrito, aliás, a vida não pode ser exposta com tanta facilidade, visto que ela é da grande valia para todos nós, seres humanos. Acredite se quiser!





ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI – ALOMERCE E AOUVIRCE

3 comentários:

Alberto Spolti disse...

Amigo, por favor , me explique melhor , como eu pego meu sangue para aumentar os macrófagos ? Eu andei num mal caminho mas quero voltar ao caminho certo , eu andei na promiscuidade , esqueci do meu dom , da minha mediunidade e estou com muito medo de ter contraído o virus da AIDS , não gostaria de tomar coquetel , acredito em Deus , no amor , na renovação, e quero , mesmo que tenha obstáculos , voltar ao caminho do bem de alguma forma, esquecer a promiscuidade e trilhar o caminho do Senhor , por favor , me ajude , eu te peço , meu msn é spolti79@hotmail.com , meu email é beto@spolti.com.br , preciso da sua ajuda ! Não esquece de mim ! ATT Alberto

marcelo disse...

Boa noite Antônio. Acabei de ler seu artigo e fiquei empolgado. Gostaria que me ajudasse na questão da homeopatia do sangue. Por favor não me deixe sem resposta. O meu email é amoravidaeterna2015@gmail.com.

Abraço fraterno

marcelo disse...

Boa noite Antônio. Acabei de ler seu artigo e fiquei empolgado. Gostaria que me ajudasse na questão da homeopatia do sangue. Por favor não me deixe sem resposta. O meu email é amoravidaeterna2015@gmail.com.

Abraço fraterno

Matérias Espirituais

Antonio Paiva Rodrigues

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Este blog tem por finalidade divulgar o jornalismo pelo Brasil e no mundo. Bem como assuntos doutrinários e espirituais.