TOP BLOG

TOP BLOG
Espiritismo Redivivo

terça-feira, 18 de agosto de 2009

RESPOSTA A UM COMENTÁRIO FEITO CONTRA O ESPIRITISMO

RESPOSTA A UM COMENTÁRIO FEITO CONTRA O ESPIRITISMO.


Na realidade, as pessoas ou os neófitos, que criticam a Doutrina Espírita, são verdadeiros destruidores da crença alheia. Quem afirma que o Espiritismo vai de encontro o que Jesus Cristo prega é desconhecedor profundo da religião. Estudamos O Evangelho Segundo o Espiritismo, onde estão lá: Lucas, Matheus, Marcos e João. Dizer que o Espiritismo é o Anti-Cristo é uma aberração. O lema da doutrina é “Fora da Caridade não há Salvação”, ide orai e pregai! Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a Ti mesmo. Estudem para depois emitirem uma opinião mais abalizada. A Bíblia, apesar de ser o livro mais vendido no mundo, mostra em sua maioria a doutrinação da violência e nem Jesus Cristo escapou dela. Leiam a Codificação Espírita e verão como se prega a caridade, o amor e o perdão. Neófitos não deveriam criticar ninguém. Será que nossos irmãos católicos sabem a história real de sua religião? Citamos como lembrança a Inquisição e as Cruzadas, mas tem coisas horripilantes. E, os protestantes por que aboliram sete livros da Bíblia? No meu entender o que é sagrado não se mexe. E nunca se reportaram a Guerra dos 30 anos.

João Ferreira de Almeida pastor português que traduziu a Bíblia para o português é réu confesso, afirma ter cometido 2.000 erros. As Igrejas Protestantes foram criadas por uma dissidência de um membro da Igreja Católica (Lutero). Teólogo defendia 72 teses e grande parte delas, está inserida na Bíblia protestante, por isso, existe a diferenciação no número de livros de uma Bíblia para outra (73 e 66). Se a Bíblia é a palavra de Deus como afirmam muitos membros dessas duas religiões, então profanaram o Livro Sagrado. Vamos nos preocupar em combater a miséria, a fome, o orgulho, a violência, nós queremos um mundo de paz e amor. Que Deus o Pai Maior, coloque na cabeça de seres pensantes que criticam a Doutrina Espírita, que ela não é esse bicho de sete cabeças, que pintam e bordam por aí. A união faz a força, uma mão lava a outra e as duas lavam a face.

Façam como Jesus diante da mulher adúltera (Quem de vós não tem pecados que atirem a primeira pedra). O querer ser melhor é fruto da ignorância do homem, pois além de ser imperfeito, nasceu simples e "ignorante". "Deus é a inteligência suprema causa primeira de todas as coisas". É um princípio inteligente. Jesus perdoa-lhes, pois eles não sabem o que fazem. Todos nós temos direitos a uma crença religiosa, e ela deve ser respeitada e não passar de mãos em mãos sofrendo as críticas mais absurdas possíveis, tentando nos transformar em seres pusilânimes. Deus é nosso Pai e Jesus é nosso Guia. Jesus ama a todos. Obrigado pela atenção e pelo espaço. No nosso entender a Bíblia como livro sagrado não deveria conter assassinatos, incestos, estupros.
Amnon um dos filhos do Rei Davi tinha uma paixão doentia por sua irmã Tamar, filha de outra mulher do Rei Davi, visto que o Rei Davi era poligâmico, e tinha muitas mulheres, um harém. Tamar era filha de Davi e meia irmã de Amnon. A mais bela de todas as filhas de Davi e essa paixão virou obsessão. Esta obsessão era tão grande que Amnon terminou adoecendo. Pediu ao pai que permitisse que Tamar fosse até a sua casa e lá agarrou a irmã e pediu para que ela deitasse com ele (II Samuel 13:11). A irmã desesperada disse: Não, meu irmão não me violente. Não se faz tal coisa em Israel. Não cometas semelhante infâmia. Aonde levaria meu opróbrio? (II Samuel 13:12-13). Com as sensações erotizadas o irmão não lhe deu ouvido e violentou a irmã. Depois que satisfez seus instintos bestiais mandou a irmã se retirar. (II Samuel 13:15), pois o nojo se apoderou dele. Amém!
Tem o caso de Ló com suas filhas e muitos outros casos que não nos interessa discutir, pois os senhores como estudiosos da Bíblia devem saber com nuanças todos os detalhes aqui citados. Falando em dinheiro Jesus nunca pediu dinheiro a ninguém. Certa vez o indagaram se era justo pagar tributo a César e na sua inteligência e sabedoria respondeu: ”"Daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus". Quando o Mestre se referiu ao Pai todos nós sabemos o que Ele quis dizer. Com certeza não é dinheiro, pois dinheiro é coisa material e para Deus as boas obras são as espirituais. A discriminação contra os espíritas é tão grande que determinadas Bíblias em Deuteronômio, quando Moisés fala em adivinhações, está lá escrito o nome Espiritismo. Todos nós sabemos que o nome Espiritismo veia a tona com o lançamento do Livro dos Espíritos marca da criação da Doutrina Espírita. Outro aspecto: O estudo da vida dos dois filhos de Isaque, Esaú e Jacó, é tanto intrigante quanto desanimador. Jacó tirou vantagem de seu irmão, ao comprar dele o direito de primogenitura e fez um complô com sua mãe para enganar Isaque e se apossar indevidamente de sua bênção.

Em contrapartida, Esaú demonstrou falta de fé em Deus, perda de seu senso de valores e indiferença para com seu direito como primogênito. Mais tarde, ele desprezou os ideais de seus pais e se casou com uma mulher hitita. O autor da carta aos Hebreus o chama de profano ou impuro. Além do caso das filhas de Ló, está inserido na Bíblia outro caso incestuoso: o de Abraão que foi casado com a própria irmã Sara. Está no Gênesis, capítulo 20, versículo 12: "De resto, ela é minha irmã, filha de meu pai sem ser filha de minha mãe, e ela tornou-se minha mulher. O Antigo Testamento está repleto de maus exemplos (como mostrado anteriormente) para toda humanidade: incestos, infanticídios, assassinatos, conspirações, mentiras... Todos eles condescendentes com a "vontade divina".

Não é a toa que o Ocidente sempre esteve em decadência moral; influenciado nos últimos dois mil anos por textos que conservam toda ignomínia humana, patrocinada por uma divindade que se diz justa e cheia de compaixão. O Caso das filhas de Ló é uma narração de um fato verídico. Em nenhum momento consta que a atitude delas e de Ló foi correta. É tanto que os filhos do incesto foram problemáticos e amaldiçoados. Na Bíblia encontramos relatos de homens com virtudes e defeitos ao mesmo tempo, não há super-homens, apenas homens que ora acertam ora erram. E as suas atitudes têm consequências. Ressalte-se que estas duas últimas conotações foram de dois leitores que apreciaram a minha matéria intitulada incesto na bíblia. Disse mais Abimeleque a Abraão: Que tens visto, para fazer tal coisa? E disse Abraão: Porque eu dizia comigo: Certamente não há temor de Deus neste lugar, e eles me matarão por causa da minha mulher.

E, na verdade, é ela também minha irmã, filha de meu pai, mas não filha da minha mãe; e veio a ser minha mulher; E aconteceu que, fazendo-me Deus sair errante da casa de meu pai, eu lhe disse: Seja esta a graça que me farás em todo o lugar aonde chegarmos, dize de mim: É meu irmão. Então tomou Abimeleque ovelhas e vacas, servos (as) e deu a Abraão; e restituiu-lhe Sara sua mulher. E disse Abimeleque: Eis que a minha terra está diante da tua face; habita onde for bom aos teus olhos. E a Sara disse: Vês que tenho dado ao teu irmão mil moedas de prata; eis que ele te seja por véu dos olhos para com todos os que contigo estão, e até para com todos os outros; e estás advertida. E orou Abraão a Deus, e sarou Deus a Abimeleque, e à sua mulher, e às suas servas, de maneira que tiveram filhos; Porque o SENHOR havia fechado totalmente todas as madres da casa de Abimeleque, por causa de Sara, mulher de Abraão. O problema é que o macaco nunca olha para seu rabo.

Os templos das duas religiões são verdadeiros palacetes, alguns deles de ouro puro, contrastando como o que pregou o Mestre Jesus. A simplicidade, o amor não ao dinheiro, mas ao próximo e a caridade com fé, pois sem ela a caridade é considerada morta. Kardec foi tão simples em suas opiniões, pois quando lhe indagaram se a Bíblia era um erro? Ele disse não; mas que os homens se enganaram na sua interpretação. Os relatos históricos da Bíblia são ao mesmo tempo ingênuos e terríveis. No Deuteronômio, especialmente os capítulos 23 e 28 e veja se Deus podia ditar aquelas regras de higiene simplória, aquelas impiedosas leis de guerra total, aquelas maldições horríveis contra os que não creem na sua palavra. Até hoje as pessoas simples tem medo de duvidar da Bíblia. (Muitos espertalhões se servem disso e do prestígio da Bíblia como palavra de Deus, para arregimentar e tosquiar gostosamente vastos rebanhos). (Citação de J.Herculano Pires). Que fiquem cientes que os espíritas não fazem nada por dinheiro e sim pelo amor e pela caridade, por isso temos muitas obras assistenciais e lá nos Centros não correm sacolinhas e nem sacos abarrotados de dinheiro.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-DA ALOMERCE E DA AOUVIR/CE

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

ESPÍRITOS PROTETORES, FAMILIARES E SIMPÁTICOS

ESPÍRITOS PROTETORES, FAMILIARES E SIMPÁTICOS.



Assunto de real importância para apreciadores, espíritas, espiritistas, espiritualistas, ou mesmo para a Doutrina Espírita. A palavra espírita está ligada a todos aqueles que têm como ponto primordial a crença no Espiritismo. Aquele que acredita no Espiritismo ou que pratica o Espiritismo. A palavra tem derivação inglesa spirit, passando pelo francês spirite. A pessoa que professa o Espiritismo também pode ser chamada de espiritista. O tratamento entre os espíritas é de irmão (ã), confrade ou confreira. Fundada em 1857, na França, por Allan Kardec com o lançamento do livro dos Espíritos em 1857, com 501 questionamentos e respostas de entidades espirituais ao codificador. Três anos após, em 1860, o mesmo Kardec lança a edição final com 1.058 questionamentos, mas com a tradução para o português surgiu o jeitinho brasileiro de aumentar mais um questionamento e resposta, totalizando 1019. Para reforçar o que anotamos o seguinte: “Para designar coisas novas são necessárias palavras novas; assim exige a clareza de uma língua, para evitar a confusão que ocorre quando uma palavra tem múltiplo sentido”.



As palavras: espiritual, espiritualista, espiritualismo têm um significado bem definido, e acrescentar-lhes uma nova significação para aplicá-las à Doutrina dos Espíritos seria multiplicar os casos já tão numerosos de palavras com duplo sentido. De fato, o espiritualismo é o oposto do materialismo, e qualquer um que acredite ter em si algo além da matéria é espiritualista, embora isso não queira dizer que creia na existência dos Espíritos ou em suas comunicações com o mundo material. Em vez das palavras: espiritual, espiritualismo - utilizamos para designar a crença nos Espíritos, às palavras espíritas e Espiritismo, que lembram à origem e têm em si a raiz e que, por isso mesmo, têm a vantagem de ser perfeitamente inteligíveis, reservando à palavra espiritualismo sua significação própria. Diremos que a Doutrina Espírita ou o Espiritismo tem por princípio a relação do mundo material com os Espíritos ou seres do mundo espiritual. Os adeptos do Espiritismo serão os espíritas ou, se quiserem os espiritistas. Como especialidade, o Livro dos Espíritos contém a Doutrina Espírita; como generalidade, liga-se ao espiritualismo num dos seus aspectos. Esta é a razão por que traz, no início de seu título, as palavras: “filosofia espiritualista”. (LE).



“Um fato interessante, dizem, é que somente se fala com Espíritos de pessoas conhecidas e pergunta-se por que só eles se manifestam”. Essa afirmativa é um erro proveniente, como muitos outros, de uma observação superficial. Entre os Espíritos que se comunicam espontaneamente há para nós muito mais desconhecidos do que ilustres. Eles se designam por um nome qualquer e, muitas vezes, por um nome figurado ou característico. Quanto aos que se evocam, a menos que não seja um amigo, é bastante natural evocar os que são conhecidos. O nome das pessoas ilustres impressiona mais, é por isso que são mais notados.

Considera-se estranho também que Espíritos de homens ilustres venham familiarmente ao nosso chamado e se ocupem, por vezes, de coisas insignificantes em comparação com as que realizaram durante a sua vida. Não há nada de espantoso para aqueles que sabem que o poder ou a consideração que esses homens desfrutaram na Terra não lhes dá nenhuma supremacia no mundo espiritual; os Espíritos confirmam nisso as palavras do Evangelho: “Os grandes serão rebaixados e os pequenos, elevados”, o que se deve entender como a categoria que cada um de nós virá a ocupar. Assim aquele que foi o primeiro na Terra pode ser um dos últimos no mundo espiritual; aquele diante do qual curvávamos a cabeça numa vida pode vir entre nós agora como o mais humilde operário, porque, ao deixar a vida, deixou toda a sua grandeza, e o mais poderoso monarca talvez possa estar abaixo do último de seus soldados. (LE).



“Os princípios da Doutrina Espírita” sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade – segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por - Allan Kardec. O Livro dos Espíritos (Le Livre des Esprits) é o primeiro livro sobre a doutrina espírita publicado pelo educador francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, em 18 de abril de 1857, sob o pseudônimo Allan Kardec. É uma obra básica do espiritismo, e foi lançada por Kardec após seus estudos sobre os fenômenos que, segundo muitos pesquisadores da época, possuíam origem mediúnica - e estavam - difundidos por toda a Europa durante o século XIX. Apresenta-se na forma de perguntas e respostas, totalizando 1.019 tópicos. Foi o primeiro de uma série de cinco livros editados pelo pedagogo sobre o mesmo tema. As médiuns que serviram a esse trabalho foram inicialmente Caroline e Julie Boudin (respectivamente, 16 e 14 anos à época), às quais mais tarde se juntou Celine Japhet (18 anos à época) no processo de revisão do livro. Após o primeiro esboço, o método das perguntas e respostas foi submetido à comparação com as comunicações obtidas por outros médiuns franceses, totalizando em "mais de dez", nas palavras de Kardec, o número de médiuns cujos textos psicografados contribuíram para a estruturação de O Livro dos Espíritos, publicado em 18 de Abril de 1857, no Palais Royal, na capital francesa, contendo 501 itens.



Só a partir da segunda edição lançada em 16 de março de 1860 com ampla revisão de Kardec mediante o contato com grupos espíritas de “cerca de quinze países” - da Europa e das Américas, aparecem as atuais 1019 perguntas e respostas. Com este grande lançamento que revolucionou a sociedade na época podemos falar com mais propriedade dos Espíritos acima epigrafados e que fazem parte do título desta matéria. Espíritos protetores em princípio são aqueles que nos acompanham no dia a dia nos aconselhando para que a prática do bem seja o principal para nós. Pode ser até o nosso anjo da guarda, mas aconselhamos fazer certa distinção. Todo espírito que tem uma afinidade conosco é um Espírito protetor, mesmo que não pertença a ordem dos Espíritos Puros; é geralmente um parente ou um amigo que nos conhece desta ou de outra vida anterior a nossa e podemos chamá-lo de guia espiritual. A sinonímia de anjo guardião revela a ideia de sua grande superioridade sobre nós. Amigo Espiritual, anjo da guarda segundo nos reporta João Teixeira de Paula, trata-se de uma entidade responsável pela Responsabilidade legal assumida por uma pessoa para administrar os bens e a integridade de alguém, especialmente de pessoa menor de idade, e representá-lo na vida civil, proteção ou amparo que se dá a alguém, dependência, sujeição, quando o desorientado, vive sob a tutela de um amigo. Todos esses aspectos fazem parte das atribuições dos Espíritos protetores. Já os familiares nada mais são do que espíritos protetores.



Espíritos familiares são Espíritos que se - ligam a uma determinada família, cujos membros estão unidos pela afeição, passando então a ser Espíritos familiares. Eles têm afeição e se unem a essas pessoas por laços mais ou menos duráveis, com o fim de lhes serem úteis, dentro de suas limitações, são bons, porém, por vezes, pouco adiantados e só atuam por ordem ou permissão dos Espíritos Protetores. São aqueles que se sentem atraídos para o nosso lado por afeições particulares e ainda por certa similitude de gostos e sentimentos, tanto para o bem como para o mal. De um modo geral, a duração de suas relações é quase sempre subordinada às circunstâncias, pela lei de sintonia vibratória ou pelas afinidades, eles continuam ligados àqueles que se fizeram credores de simpatias especiais. Tanto os Espíritos familiares como os simpáticos, ao longo das reencarnações criaram laços indissolúveis que os ligam de forma duradoura. Os Espíritos, mesmo quando encarnados, sentem-se atraídos pela simpatia, independentemente dos laços consangüíneos, após se desvencilharem do corpo físicos e voltados aos verdadeiros valores espirituais, estreitam ainda mais esses elos.

Todos os indivíduos deveriam procurar sentir a amiga e respeitável presença dos Espíritos Protetores, sem com isso desrespeitar o limite que existe entre eles, pois não lhes é permitido interferir nas atividades e decisões dos homens. A ação dos Espíritos que vos querem bem é sempre regulada de maneira a vos deixar o livre-arbítrio, porque se não tivésseis responsabilidade não vos adiantaríeis na senda que vos deve conduzir a Deus (LE, perg. 501). A interferência dos Espíritos nas dificuldades faria com que os indivíduos perdessem o fruto da experiência, que só adquirem quando aprendem a equacionar os problemas que surgem aos seus olhos, no âmbito do bem, após árdua luta. Mesmo em suas quedas, os Espíritos procuram levantá-los, não os deixando à mercê das dúvidas e inquietações. Induzem-nos ao roteiro da fé, para que tenham bom ânimo, para prosseguirem em sua jornada no caminho evolutivo, outorgando-lhes assim o mérito de depurar suas próprias dores. A simpatia ou a antipatia têm as suas raízes profundas no espírito, na sutilíssima entrosagem dos fluidos peculiares a cada um e, quase sempre, de modo geral, atestam uma renovação de sensações experimentadas pela criatura, desde o pretérito delituoso, em iguais circunstâncias. Devemos ressaltar a colaboração do Livro Espiritismo de (A) a (Z) da FEB ( Federação Espírita Brasileira e do Dicionário De Filosofia Espírita de L. Palhado Júnioe e o Livro dos Espíritos de Allan Kardc. Nosso obrigado a todos.





Devemos, porém, considerar que toda antipatia, aparentemente a mais justa, deve morrer para dar lugar à simpatia que edifica o coração para o trabalho construtivo e legítimo da fraternidade. [41a - página 106] - Emmanuel – 1940. “Os simpáticos são os que se sentem atraídos para o nosso lado por afeições particulares e ainda por certa semelhança de gostos e de sentimentos, tanto para o bem como para o mal. A duração das suas relações se acha subordinada às circunstâncias. Podemos afirmar que existe uma quase infinidade de Espírito, mas todos eles têm suas classes e ordens, mas vejamos uma classificação deles:” Espíritos Atrasados, Batedores e Perturbadores, Benévolos, da Sabedoria, Os Imperfeitos, Impuros, Inferiores, Levianos, Neutros, Pseudo-Sábios, Espíritos Puros (Jesus Cristo), Sábios, Superiores (Chico Xavier, Bezerra de Meneses), Alcoólatras e Toxicômanos, Amedrontados, Arquitetos, Dementados, Desafiantes, Descrentes, Galhofeiros, Zombeteiros, Irônicos, Os ligados a trabalhos de Magia e Terreiro, Mistificadores, Obsessores Inimigos do Espiritismo, Ordenadores, Auxiliares dos Obsessores, Os Que desconhecem a Própria Situação, Os que Desejam tomar o Tempo da Reunião, Os que Não Conseguem Falar, Sofredores.





Os Suicidas, Vingativos, Assombradores, Espírito da Verdade, Espíritos de Deus, Desencarnados, do mal, Elevados, Encarnados (humanos), Errantes, Familiares, Malignos, Materiais, Maternais, Espírito do Mal, Os Menos esclarecidos, Os Nervosos, Os Perturbados, Os Perturbadores, Os Protetores, Os Reencarnantes, Os Simpáticos, Os Sublimados, Os Turbulentos, e o Espírito Santo (Legião de Bons Espíritos). Vejam como estamos bem acompanhados tanto no mundo material como no Espiritual. Vamos inserir o bem sempre para sofrermos menos influências dos Espíritos com especificações voltadas para o mal e que sigam seus caminhos e nos deixem em paz. Vocês já viram os Espíritos Glóbulos são aqueles pontos escuros ou moscas amauróticas do globo ocular, que por credulidade ou ignorância, são confundidos com seres espirituais. O Espírito guia é o controlador em missão junto a um médium, destina-se pelas responsabilidades pelas destinações das produções mediúnicas. Os fenômenos que parecem ser produzidos pelos Espíritos foram criados por Boirac é conhecido pela nomenclatura de Espiritóide. (Todos os grifos são nossos) Deus seja Louvado. Amém!



ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBREO DA ACII-DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE

DE QUEM DEVEMOS TER MEDO

DE QUEM DEVEMOS TER MEDO





Analisando muito atentamente e sem dispensar o carinho necessário, passemos a ler, e interpretar o “Evangelho do dia- Ano B – dia: 11/072009, onde Matheus, fala de quem devemos ter medo, passagem da Bíblia, 10, 24-33”. Antes de colocarmos nossa opinião acerca do que narrou Matheus, vamos inserir in loco, nesta matéria para que os senhores entendam e possam julgar com mais critério. Primeiro queremos frisar que Jesus falava através de parábolas na maioria das vezes, e muita gente deixava de entender seus ensinamentos. Decorridos mais de 2.000 anos, ainda hoje, muitos pregadores o fazem de maneira errada, pois para eles, apenas a parte literal parece ser a mais correta, mesmo sem a retirara de pontos ou vírgulas.





“-Nenhum aluno é mais importante do que o seu professor, e nenhum empregado o é mais importante do que seu patrão. Portanto, o aluno deve ficar satisfeito em ser como o seu professor, e o empregado, em ser como o seu patrão. Se o chefe da família é chamado de Belzebu (bel. Ze. Bu). Um dos nomes de Satanás; Demônio e Diabo. Palavra derivado do hebraico ba’ alzebu’ senhor das moscas’. Também conhecido como berzabu, berzabum, berzebu, brazabum, barzabu, barzabum), então as pessoas dessa família serão xingadas de nomes piores ainda. – Portanto, não tenham medo de ninguém. Tudo o que está coberto vai ser descoberto; e tudo o que está escondido será conhecido. O que estou dizendo a vocês na escuridão repitam na luz do dia. E o que vocês ouviram em segredo anunciem abertamente.





Não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas não pode matar a alma. Porém tenham medo de Deus, que pode destruir o inferno tanta alma como o corpo. Por acaso não é verdade que dois passarinhos são vendidos por algumas moedinhas? Porém nenhum deles cai no chão se o Pai de vocês não deixar que isso aconteça. Quanto a vocês, até os fios dos seus cabelos estão todos contados. Portanto, não tenham medo, pois vocês valem mais do muitos passarinhos. – Se uma pessoa afirma publicamente que pertence a mim, eu também, Dia do Juízo, afirmarei diante do meu Pai, que está no Céu, que ela pertence a mim.





“Mas, se uma pessoa disser publicamente que não pertence a mim, eu também, no dia do Juízo, direi diante do meu Pai, que está no Céu, que Ela não pertence a mim”. Em primeiro lugar, perguntaríamos aos estudiosos bíblicos se esta passagem reflete a transparência dos ensinamentos do Mestre Jesus, em sua magnitude? “-Nenhum aluno é mais importante do que o seu professor, e nenhum empregado o é mais importante do que seu patrão. Portanto, o aluno deve ficar satisfeito em ser como o seu professor, e o empregado, em ser como o seu patrão”. Na expressão escorreita da palavra, na interpretação humana toda frase deve ser vista com olhos do coração, se é que coração tem olho. Aqui, a interpretação não pode soar como superioridade humana, e sim intelectual, pois como humanos somos todos igualzinhos, desde o nosso nascimento. O orgulho não deve existir, mas hoje isso não acontece, pois o professor ocupa o patamar mais alto pela sua função, mas obrigatoriamente o professor não sabe mais que o aluno, que está a ouvi-lo atentamente, e ao primeiro deslize poderá ser corrigido por um aluno mais sagaz.





Usando as parábolas e tomarmos Jesus como mestre e professor suas conotações estão corretíssimas, visto que ele foi o único Espírito Puro a pisar neste orbe em que vivemos. “Portanto, o aluno deve ficar satisfeito em ser como o seu professor, e o empregado, em ser como o seu patrão”. A frase, o aluno deve ficar satisfeito em ser como o professor, e o empregado ser como o patrão tem um significado todo especial. Os ensinamentos em ser como o professor fica vaga, bem como ser como o patrão, visto que ninguém pode está inteirado da idoneidade de ninguém, principalmente daqueles com que lidamos no cotidiano diário, e o que vemos de patrão ruim não está escrito em nenhum gibi.





Considerando Jesus como professor é claro que de devemos ser como ele. Ter um patrão com Deus não existe coisa igual, mas mesmo assim, são grandes os números de pessoas que não acreditam na existência deles, principalmente os ateus. Já o agnóstico está relacionado à doutrina que considera impossível conhecer ou compreender, e, portanto discutir, a realidade das questões da metafísica ou da fé religiosa (embora admita existirem, como a existência de Deus), por não serem passíveis de análise e comprovação racional ou científica. Conceito (de Thomas H. Huxley) de que só o conhecimento adquirido e demonstrado racionalmente é admissível. Palavra de derivação inglesa agnosticism, e que se pode dizer que o agnosticismo, como atitude intelectual, tem duas vertentes. No terreno filosófico, consiste em negar qualquer possibilidade de conhecimento fora do terreno da ciência e do pensamento racional.





No terreno religioso, consiste não em negar a fé ou as afirmações nela baseadas, mas em negar que essa fé e essas afirmações tenham ou possam ter suporte racional. Em ambos os casos, o pensamento agnóstico se baseia na razão, na racionalidade e no conhecimento. Científico. No segundo caso, ao não negar a metafísica, a fé e os fenômenos supranaturais, está, racionalmente, deixando aberta a possibilidade de aceitá-los, se e quando explicáveis pela razão. O gnosticismo é o movimento religioso de caráter sincrético e esotérico, formado por seitas cristãs heterodoxas nos primeiros séculos do Cristianismo, e que buscava o conhecimento das verdades divinas e a rejeição da matéria. Qualquer tipo de busca do conhecimento das verdades divinas e transcendentes por meios heterodoxos e mágicos. Movimento religioso de caráter sincrético e esotérico, formado por seitas cristãs heterodoxas nos primeiros séculos do Cristianismo, e que buscava o conhecimento das verdades divinas e a rejeição da matéria ou qualquer tipo de busca do conhecimento das verdades divinas e transcendentes por meios heterodoxos e mágicos, com derivação francesa gnosticisme vai fruir como gnosticismo.





“Se o chefe da família é chamado de Belzebu (Bel. Ze. Bu)- “Um dos nomes de Satanás; Demônio e Diabo”. Palavra derivado do hebraico ba’ alzebu’ senhor das moscas’. Também conhecido como berzabu, berzabum, berzebu, brazabum, barzabu, barzabum”, então as pessoas dessa família serão xingadas (falar mal de uma pessoa) de nomes piores ainda”. – “Portanto, não tenham medo de ninguém” Tudo o que está coberto vai ser descoberto e tudo o que está escondido será conhecido, o que estou dizendo a vocês na escuridão repitam na luz do dia. E ‘o que vocês ouviram em segredo anunciem abertamente’. Na lógica tudo que está encoberto será descoberto, não tenham dúvidas, Diz o dito popular de que segredo não se conta. O que Jesus quis dizer na escuridão e repitam na luz? O segredo aqui é apenas um símbolo já que as pessoas não sabiam o que o Mestre iria dizer, e o que foi dito teria de ser contado, visto que os seus ensinamentos jamais poderiam estagnar.





Discordamos de Matheus quando usa essa frase: “pessoas dessa família serão xingadas de nomes piores ainda”. Jesus pelo seu bondoso coração jamais mandaria falar mal de quem quer que fosse, pois em seu coração não existe ressentimento, nem mágoa. Ele perdoou até aqueles que os condenaram a morte, quando afirmou em seu sofrimento na cruz. Pai perdoe-lhes, pois eles não sabem o que fazem. Concluindo queremos dizer que a palavra Metafísica aqui enunciada é o estudo das causas primárias e dos princípios elementares do conhecimento e do ser. A sutileza com que se discorre sobre algum assunto, tem derivação latina como muitas, metaphysica, e do grego metaphysiká. O que aqui inserido são opiniões do autor da matéria, pois usando seu livre-arbítrio julgou de jeito que se encontram os ensinamentos de Matheus 10, 24-33. Quero também reafirmar que nunca fui dono da verdade, mas sou filho dele. (Todos os grifos são nossos). Pensem nisso!





ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E DA AOUVIRCE

ESPÍRITOS GLÓBULOS

ESPÍRITOS GLÓBULOS

Uma terminologia quiçá desconhecida, para milhões de pessoas espalhadas por este orbe terrestre. Destacar a importância da espiritualidade na vida das pessoas, é de suma importância. Se todo hominal procura-se um meio, um caminho, uma diretriz, um azimute, um viés para descobrir porque o mal está sempre presente em sua personalidade, no seu ego, superego e id, com certeza a sua vida, sua conduta, seu lidar com amigos, parentes e aderentes, seria mais operante e lhe traria inúmeros benefícios e a perturbação psíquica se afastaria do seu caminho e da sua vida. A harmonia no lar, uma psicosfera monumental em seu local de trabalho, o afago amigo com os companheiros (as) da labuta diária, traria consequências apregoadas de complacência e o resultado seria uma harmoniosa ligação entre seus pares que seria dotados de benefícios e o trabalho tornar-se-ia mais prazeroso. Encontre um trabalho que lhe dê prazer que nunca mais terás preocupação na vida.



Com o trabalho prazeroso jamais teremos desprazer, ócio coletivo e nossa jornada serão impulsionadores da produtividade. O trabalho dignifica o homem e fortalece o Espírito. Falamos em Espírito ele pela sua essência espiritual é um ser indefinido, abstrato, que não pode ter ação direta sobre a matéria, sendo-lhe indispensável um intermediário, que é o envoltório fluídico, o qual, de certo modo, faz parte integrante dele. Segundo a Doutrina espírita e o Livro dos Espíritos de Allan Kardec os Espíritos possuem classes e ordens de acordo com o grau de perfeição que tenham alcançado. Esse grau de perfeição pode ser maior ou menor, dependendo das qualidades que os Espíritos já adquiriram e das imperfeições de que ainda não se despojaram. “Como não há linhas de demarcação definidas entre essas diferentes ordens, o seu número é ilimitado, podendo ser aumentado ou diminuído, conforme o critério adotado”. Considerando-se, todavia, os caracteres gerais dos Espíritos, podem-se classificá-los em três ordens principais, a saber.



Primeira Ordem: Espíritos Puros: os que já chegaram à perfeição, aqui como espelho redentor colocamos a figura de Jesus Cristo, mas existem outros Espíritos Puros na mesma dimensão de Jesus, ou superiores, pois ele mesmo afirmava que: “Na casa de meu Pai existem muitas moradas”. Segunda Ordem: Bons Espíritos: são aqueles nos qual o desejo do bem é predominante. Terceira Ordem: Espíritos Imperfeitos: aqueles em que predomina a ignorância, o desejo do mal e todas as paixões más que lhes retardam o progresso. Esta classificação geral pode desdobrar-se em nuances que variam ao infinito. Existem, contudo, caracteres bem definidos que permitem agrupar os Espíritos de acordo com suas tendências e aptidões, constituindo-se numa escala ou num quadro que, no dizer do Codificador, (...) é, de certo modo, a chave da ciência espírita, porquanto só ele pode explicar as anomalias que as comunicações apresentam, esclarecendo-nos acerca das desigualdades intelectuais e morais dos Espíritos. (...) Com base nessas considerações, Kardec subdividiu as três ordens supracitadas em dez classes, como segue: Terceira Ordem: Espíritos Imperfeitos: os Espíritos Imperfeitos têm características gerais, o predomínio da matéria sobre o Espírito; propensão ao mal, intuição voltada para Deus, mas não o compreendem, pois apresentam ideias pouco elevadas, são os hominais que vivem na Terra.



Vejam só a Terceira Ordem é dividida em cinco classes de Espíritos. Décima Classe: Espíritos Impuros: o mal é o objeto de suas preocupações; sua linguagem é grosseira e revela a baixeza de suas inclinações; Nona Classe: Espíritos Levianos: são ignorantes e inconsequentes, mais maliciosos do que propriamente maus com linguagem alegre, irônica e superficial; Oitava Classe: Espíritos Pseudo-Sábios: possuem grande conhecimento, mas julgam saber mais do que sabem; sua linguagem tem caráter sério, misturando verdades com suas próprias paixões e preconceitos; Sétima Classe: Espíritos Neutros: apegados às coisas do mundo, não são bons o suficiente para praticarem o bem, nem maus o bastante para fazerem o mal. Sexta Classe: Espíritos Batedores e Perturbadores: podem pertencer a todas as classes da Terceira Ordem; sua presença manifesta-se por efeitos sensíveis e físicos, como pancadas e deslocamento de corpos sólidos; são agentes dos elementos do globo; deles se servem os Espíritos Superiores para produzir esses fenômenos físicos do planeta. Alguém pode estranhar a ordem decrescente na ordem, mas a divisão está corretíssima e foi assim que Kardec mencionou no Livro dos Espíritos.



Segunda Ordem: É composta pelos Bons Espíritos tendo como características gerais o predomínio do Espírito sobre a matéria; desejo do bem; compreendem Deus e o infinito, mas ainda terão de passar por provas; uns possuem a ciência, outros a sabedoria e a bondade; os mais adiantados juntam ao seu saber as qualidades morais. Esta ordem apresenta quatro classes principais: Quinta Classe: Espíritos Benévolos: seu progresso realizou-se mais no sentido moral do que no intelectual; a bondade é a qualidade dominante. Quarta Classe: Espíritos Sábios: amplitude de conhecimentos aplicados em benefício dos semelhantes; têm mais aptidão para as questões científicas do que para as morais. Terceira Classe: Espíritos de Sabedoria: elevadas qualidades morais e capacidade intelectual que lhes permitem analisar com precisão os homens e as coisas.



Segunda Classe: Espíritos Superiores: reúnem a ciência, a sabedoria e a bondade; buscam comunicar-se com os que aspiram à verdade; encarnam-se na Terra apenas em missão de progresso e caracterizam o tipo de perfeição a que podemos aspirar neste mundo. Já a primeira ordem que é o ponto mais elevado na escala espiritual denomina-se de Primeira Ordem e são componentes desta ordem os Espíritos Puros, se ficam abaixo do Pai Todo Poderoso, nosso Deus. Eles têm características especiais, não sofrem nenhuma influência da matéria; superioridade intelectual e moral absoluta em relação aos Espíritos das outras ordens. Observe-se que esta ordem só apresenta uma classe, a Primeira e Classe Única. Nela os Espíritos que a compõe percorreram todos os graus da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Tendo alcançado a soma da perfeição de que é suscetível a criatura, não têm mais que sofrer provas nem expiações. Não estando mais sujeitos à reencarnação em corpos perecíveis, realizam a vida eterna no seio de Deus.



Gozam de inalterável felicidade, porque não se acham submetidos às necessidades, nem às vicissitudes da vida material. (...). Excetuando os Espíritos Superiores, os Puros, os de classes e ordens mais baixas, além desta classificação podem receber diversas nominações, mas aqui queremos chamar a atenção para o Espírito Glóbulo. É de se estranhar este nome, pois a esquisitice está presente na nominação e vejam a sinonímia dele (es). Aqueles pontos escuros ou moscas amauróticas do globo ocular, que, por credulidade ou ignorância, são confundidos com seres espirituais. Allan Kardec considerou ainda que as visíveis correntes de moléculas aeriformes, aclaradas por raios de luz e agitadas pelo calor, são tomados por aglomerações de espíritos. Assim também com os artefatos do humor aquoso, são corpos opacos em suspensão que, com a refração da luz, parecem com pequenos discos. Não há como confundir todas essas manchas da vista cansada com espíritos (Livro dos Médiuns, Capítulo VI nº. 108 de Allan Kardec). Muita gente pode até pensar que seja coisa inventada, mas é real, por isso não devemos confundir com o embaraço da visão quando ela se encontra muito cansada e estressada. Pensem Nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE

O HOMEM QUE SE INTITULOU BISPO

O HOMEM QUE SE INTITULOU BISPO

Uma figura polêmica dos meios religiosos acusado de várias falcatruas, mesmo assim conseguiu em curto espaço de tempo, construir um patrimônio fabuloso com várias sedes majestosas em todo o Brasil, e quiçá no mundo. Falamos de Edir Macedo, o criador e fundador da Igreja Universal do “Reino de Deus”, que através de sua lábia e da lavagem cerebral que usava para ludibriar os fracos e oprimidos com promessas de curas miraculosas. Seus adeptos e auxiliares seguem os ensinamentos dele. Num vídeo que roda na Rede Mundial de Computadores (Internet) na maior cara de pau do mundo, no intervalo de pelada de futebol ele ensina aos seus bispos a arte de tomar dinheiro dos fiéis. Lendo a reportagem da jornalista Solange Spigliatti da Agência Estado, de São Paulo ficamos ciente das atitudes desonestas de Edir Macedo e mais nove que viram réus por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Quem lava dinheiro e forma quadrilha é bandido com certeza. O mais espantoso de tudo isso é que a cada dia seu patrimônio crescia, e a cada esquina surgia uma sede nova da igreja, normalmente fechada. “Um homem que começou com um terreno alugado onde funcionava uma funerária consegue enricar da noite para o dia e a Receita Federal, nunca chamou este homem para provar como seu patrimônio crescia assustadoramente.” A Justiça de São Paulo acatou ontem a denúncia contra o bispo Edir Macedo e outras nove pessoas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), eles são acusados de integrarem um esquema envolvendo empresas de fachada, que remetia ao Exterior dinheiro obtido com doações de fiéis. Esse dinheiro, depositado em paraísos fiscais, voltava ao Brasil em forma de contratos de mútuo utilizados para a aquisição de empresas. Astuto o senhor Edir Macedo. Agora o que seus adeptos vão dizer? Marcação com certeza. Edir Macedo é possuidor de um blog na internet que tem o seguinte endereço eletrônico: http://www.bispomacedo.com.br/ Quem quiser ver as mensagens que ele passou para seu público admirador é só entrar no blog e verás tudo ao vivo e em cores. De seu blog pincelemos alguns detalhes de um artigo em que ele fala sobre a mulher. Veja: “Modelo de Mulher - A Bíblia ensina que a mulher sábia constrói sua casa... Eu creio que toda mulher espiritual deseja ser modelo. Não da moda, mas modelo de filha, esposa e mãe. Se tudo que a mulher faz para investir nisso a ajudasse, teríamos hoje outro respeito por ela. Infelizmente, o que se vê hoje em dia é um grande desrespeito por valores morais e espirituais. Especialmente por parte da própria mulher. Em busca de sua ‘independência’ ela tem se deixado levar pela volúpia desenfreada pelo poder econômico como se isso a deixasse livre. Por conta disso vale até expor o corpo aos apelos da moda pervertida. Sua discreção e beleza, tão importantes e essenciais têm dado lugar ao sexo desenfreado.

A Bíblia ensina que a mulher sábia constrói sua casa, e a virtuosa excede em muito o valor de finas jóias. Que tipo de sabedoria ou virtude poderia habilitar uma mulher-modêlo? Capacidade intelectual? Amor? Dedicação nos trabalhos caseiros ou seculares? O que realmente faz a diferença entre uma mulher de Deus e a comum? No trato da mulher sábia a Bíblia refere-se àquela que, à exceção das demais, tem se utilizado mais da razão do que da emoção. Estudos têm mostrado que o homem é mais racional, enquanto a mulher mais emocional. Isto parece ter mesmo sentido, pois na tentação o diabo não investiu contra Adão. Ele escolheu Eva. Por quê? Por causa de sua fragilidade física? Não! Mas por ser criatura mais dada às emoções. Satanás percebeu a fraqueza de Eva e de acordo com isso tentou! Ele usou apenas da palavra de dúvida para estimular sua curiosidade. E esta uma vez concebida, a levaria logo à ação da desobediência. A sabedoria da mulher de Deus está na sua racionalidade porque suas decisões são tomadas de acordo com a fé inteligente e não emocional. Assim sendo é muito mais difícil fazer a má escolha. O caráter emotivo é característica marcante nas crianças. Criança não pensa, age. São movidas apenas à base dos sentimentos momentâneos. Por isso não podem ficar Sozinhas e suas ações precisam sempre ser vigiadas. A virtude da sábia está em pensar de acordo com os pensamentos de Deus. Antes de agir ela medita, pesa, avalia para que suas atitudes não sejam infantis. Normalmente os casamentos são feitos na base da emoção sentida no coração, mas quantos subsistem? Poucos, infelizmente. A Palavra de Deus já adverte quanto aos enganos do coração, chegando até mesmo identificá-lo como enganador e corrupto: Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá? (Jeremias 17:9).

Portanto, enquanto a mulher sábia (racional) edifica sua casa, a mulher insensata (emotiva), com as próprias mãos, a - derruba. A coisa mais difícil é achar uma mulher livre economicamente e feliz no amor. Isto porque quando chega ao status de ‘liberdade econômica’ igual ao do seu marido, ela o rejeita como cabeça. A mulher como cabeça do marido, não só contraria sua própria natureza, mas como a agride frontalmente. Ela foi criada para auxiliar seu marido. Ele é o - cabeça e ela o corpo. Como inverter essa natureza? Como trocar essa ordem? Impossível! É como plantar árvore com as raízes para cima... Essa é a razão porque as mulheres de sucesso econômico são infelizes no amor. Impossível para elas ocupar a posição original. Deus abençoe abundantemente. Bispo Edir Macedo. São muitas insinuações que vocês poderão encontrar no site, o bispo dando uma de bonzinho falando de enganador e corrupto esquecendo as suas ações maléficas para os freqüentadores da igreja e benéficas para ele e sua patota. Continua a Agência na informação. A acusação formal foi oferecida no último dia 5 pelo MPE, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) - Núcleo São Paulo, e recebida pelo juiz da 9ª Vara Criminal da Capital. Além de Edir Macedo, foram denunciados Alba Maria da Costa, Edilson da Conceição Gonzáles, Honorilton Gonçalves da Costa, Jerônimo Alves Ferreira, João Batista Ramos da Silva, João Luís Dutra Leite, Maurício Albuquerque e Silva, Osvaldo Scriorilli e Veríssimo de Jesus. De acordo com a denúncia, Edir Macedo e os demais acusados há cerca de 10 anos vêm se utilizando da igreja para a prática de fraudes. Durante as investigações, os promotores conseguiram localizar milhares de depósitos em dinheiro em favor da Igreja Universal.

Somente no período entre março de 2003 a março de 2008, esses depósitos somaram R$ 3,9 bilhões, de acordo com o MPE. Levantamento feito pelo MPE e pela Polícia Civil, com base em dados bancários e fiscais obtidos judicialmente, mostra que a Igreja Universal movimenta cerca de R$ 1,4 bilhão por ano no Brasil, dinheiro arrecadado por meio do pagamento de dízimo por seus milhares de fiéis espalhados por 4.500 templos, instalados em 1.500 cidades do País. Tanto ser humano passando fome no Brasil e o pretenso bispo esbanjando dinheiro. Depois das averiguações o governo brasileiro deveria interditar os bens da igreja aqui e em outros países em nome da moral e dos bons costumes. Vejam o perigo que o dízimo causa as pessoas de olho grande. Na denúncia, o MPE destaca que Edir Macedo e outros bispos destinavam grande parte de sua pregação para a coleta do dízimo, enfatizando a necessidade de a igreja angariar recursos para a compra de óleos santos de Israel, o financiamento de novos templos e o pagamento de pregações nas rádios e TVs. A Universal aceitava cheques, carros e outros bens como doação. Ainda segundo a denúncia, Edir Macedo e os outros denunciados se aproveitaram da imunidade tributária estabelecida pela Constituição para templos religiosos e passaram a utilizar a Igreja Universal para benefício próprio, captando os valores dos dízimos, ofertas e contribuições dos fiéis, investindo em bens particulares, como imóveis, veículos ou jóias. Para os promotores, ficou comprovado que o dinheiro das doações, em vez de ser utilizado para a manutenção dos cultos, era desviado para atender a interesses particulares dos denunciados. O grande Mestre Jesus veio ao mundo com homem simples sem ostentação de riqueza, mas o que se vê por aí são religiões com igrejas suntuosas, esbanjando vil metal a custa do malfadado dízimo, enquanto membros da igreja passam por privações, mas as promessas são um atentado a moral humana.

Encerrando esta matéria vejam a biografia do suposto bispo que ele mesmo inseriu no blog em alusão: “Biografia do Edir Macedo-Líder da Igreja Universal do Reino de Deus - O fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, 64 anos, nasceu no Rio de Janeiro. Em 1963, iniciou a carreira no funcionalismo público: tornou-se contínuo na Loteria do Estado do Rio de Janeiro, a Loterj, e trabalhou no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, como pesquisador no censo econômico de 1970. Chegou a completar 16 anos de carreira como funcionário público. Deixou o cargo para se dedicar à Obra de Deus, o que na época foi considerado por algumas pessoas uma loucura. Casado com Ester Bezerra há 36 anos, com quem teve duas filhas, Cristiane, Viviane e Moises, filho adotivo. Edir Macedo sempre faz questão de falar sobre o apoio de sua esposa. Ele diz que a mulher desempenha um papel importante na família. Ela educa os filhos para serem homens de fé, cuida do marido, da casa, enfim, vive um dia-a-dia agitado. Porém, o diferencial da mulher de Deus é que ela faz tudo com a direção do Senhor. Ele tem uma vasta formação acadêmica: é graduado em Teologia, pela Faculdade Evangélica de Teologia "Seminário Unido", e pela Faculdade de Educação Teológica no Estado de São Paulo (Fatebom). Fez doutorado em Teologia, Filosofia Cristã e Honoris Causa em Divindade, além do mestrado em Ciências Teológicas na Federación Evangélica Española de Entidades Religiosas "F. E. E. D. E. “R” (MADRID, ESPAÑA). Como escritor evangélico, Edir Macedo se destaca com mais de 10 milhões de livros vendidos, divididos em 34 títulos, sobressaindo-se os best-sellers "Orixás, caboclos e guias" e "Nos Passos de Jesus". Ambos atingiram a marca de mais de três milhões de exemplares vendidos no Brasil. Hoje reconhecido como um dos líderes evangélicos mais conceituados no mundo, Edir Macedo já realizou concentrações evangélicas que reuniram mais de um milhão de pessoas. Entre as várias obras sociais realizadas, se destaca a arrecadação de 700 toneladas de alimentos não-perecíveis para as comunidades carentes, em um evento realizado no Vale do Anhangabaú, São Paulo. Bispo Edir Macedo. Essas facetas não são de nossa e sim do currículo que consta em seu blog.

Nosso tão sofrido Brasil está afogado num mar de lama e corrupção e essa malfadada corrupção é parte integrante de uma quantidade de religiões que crescem assustadoramente e que já toma conta da mídia e da radiodifusão brasileira e agora estão desvirtuando a finalidade dos ensinamentos do Cristo, para obterem proveito próprio. “Ele vai mais longe ainda quando diz:” De origem simples, Edir Macedo sempre soube que teria que lutar muito para vencer as dificuldades. Por isso, procurava dividir seu tempo entre os estudos e o divertimento. Mas, ainda na juventude, convivia com um medo que o atormentava: ter o inferno como destino após a morte. Por isso, aos 17 anos, decidiu acompanhar a família em mais uma mudança. Eucy, a irmã mais velha, foi a primeira a seguir o caminho da fé evangélica. Passava madrugadas acordada, sem ar, sufocada, com crises de bronquite asmática. Nas noites de frio, a casa da família Macedo virava um inferno com tantos problemas. Eugênia, a mãe, carregou a filha para igrejas católicas e até para centros espíritas. Sem solução. Mas, um dia, Eucy se impressionou ao ouvir pelo rádio uma palavra de fé de um pastor canadense e atendeu ao convite do pregador. Ela ficou curada e sua história intrigou Edir Macedo, que buscava respostas interiores. Com o apoio da irmã, ele passou a se dedicar à meditação da Bíblia e logo começou a freqüentar a igreja. Aos poucos, o ambiente de fé e as músicas, juntamente com as pregações, motivaram Edir Macedo. Mas foi aos 19 anos que ocorreu sua conversão, afirma.

"Recebi um novo coração. Uma alegria indescritível passou a fazer parte do meu ser. Fiquei livre dos complexos, da solidão e da dependência de terceiros. Percebi que havia em mim uma energia própria que me fazia capaz de todas as coisas em nome do meu Senhor. Foi à maior alegria de toda a minha vida: meu encontro com Deus", conta. Sua vontade de fazer a Obra de Deus era tão grande que Edir Macedo passou a pregar sozinho num coreto da Praça no Jardim do Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro. A determinação crescia em meio às dificuldades. Veio o aluguel do galpão onde funcionava anteriormente uma funerária e, a partir dali, o trabalho foi crescendo, até chegar à Igreja Universal do Reino de Deus, que hoje se faz presente em todo o Brasil e em mais de 170 países. Desculpem amigos se me estendi, mas era preciso mostrar a vida desse homem que falava tanto de Deus, mas na verdade seu deus era “Mamom”.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-ALOMERCE E DA AOUVIRCE

sábado, 1 de agosto de 2009

HOMENAGEM AOS PAIS NO SEU DIA

HOMENAGEM AOS PAIS NO SEU DIA
“A mente finita não exige que compreendamos a infinidade da verdade, mas que prossigamos na tentativa de encontrar a luz.” (Peter Bayne)


Queríamos subir, com uma rapidez tremenda, subir muito alto, desejando saber que asas serão bastante fortes para nos transportar às deliciosas regiões de valiosos sonhos. Para alcançarmos esse objetivo a escala da felicidade está a nossa disposição. É preciso perfeição e nela consiste o alavancar da verdade pela ciência e o bem pela virtude. Queríamos sonhar e voltar no tempo para sem nenhum niilismo poder abraçar com carinho, gratidão e amor o nosso pai querido, que foi chamado pelo Altíssimo, para cumprir outra árdua missão no mundo espiritual, já que sua missão terrena foi encerrada, respaldada pela criação, pela educação e amor a prole que Deus os deu como atribuição da educação para a vida.

A relevância, as ações luzidias, judiciosas com louçãs fizeram de esse ser humano trabalhador, digno sem estereótipos trilhar a ascensão da vida, através do suor de seu rosto, da valorização da vida, mas sempre com o olhar firme para os rebentos para que inserções deletérias não alcançassem o único tesouro que possuía na vida, os seus filhos amados. Homem simples, mas de uma visão extraordinária nunca se deixou levar pela materialidade, pelo egoísmo e a inveja. Honesto em todos os pontos trilhou o caminho do bem e a lamentação nunca fez moradia no seu coração. Como todo ser imperfeito teve as suas falhas, mas as grandes virtudes conseguiram superar as deficiências.

Durante toda a vida, tivemos chances de melhorar a nós mesmos. Uma palavra amável ou um pensamento generoso dirigido a um filho tinha que ser respondido com a mesma fidalguia e gentileza. O nosso dia começa quando o sol desponta no horizonte. Hoje todos tomaram seu rumo, seu destino, mas aquela alegre lembrança de quando estávamos juntos jamais será esquecida. Quando um filho apresentava qualquer problema, surgia aquela voz forte dizendo: “Meu filho, meu filho, não será preciso divagar, soluções existem nas quais a palavra humana deixa de funcionar para que o sentimento vibre puro. Assim era nosso pai.

Com ausência dele, tivemos que reprogramar a nossa vida, nossos pensamentos para sermos pessoas independentes e felizes. Era um verdadeiro professor apesar do pouco estudo que tinha, mas sempre nos alertava com conotações vibrantes. Confiem meus filhos em vós mesmos e dê novos rumos as suas vidas. Se um obstáculo repentino ou uma dor rebaixar o nível de suas esperanças, levantem-se novamente com os pensamentos de serem filhos de Deus, pois o Pai Amado jamais esquece seus filhos queridos.

Lembrem-se de que sempre haverá uma luz mais à frente, e essa luz é o caminho ensinado por Jesus Cristo. Um de nossos irmãos certa vez indagou: “meu pai o senhor poderá definir a palavra felicidade? Ele prontamente respondeu: “Filho veja o sol da felicidade, da alegria, do amor e do perdão. Do horizonte o astro-rei vai surgindo, emergindo tranquilo e de mansinho, fulgurante, majestoso, afugentando a noite e tomando conta do dia. Assim é a felicidade.

Libertando-se dos vícios, do negativo, do mal e assimilando o amor e o perdão chegará à felicidade. No dia de sua partida, de sua viagem espiritual, acometido que estava por uma doença cruel e desumana, apesar das dores que sentia não dava um gemido sequer.

Ao nosso pai querido as nossas homenagens, a nossa gratidão, e pedimos nesse dia que o Pai Maior conceda-te felicidades, pois aqui na Terra foste um homem honrado, amigos de todos, um herói anônimo, porém um grande batalhador. O que somos hoje agradecemos a ti. Papai nossos saudades, mas sabemos que estás bem ao lado de outros familiares e amigos que cumpriram suas tarefas terrenas, e hoje estão nas benesses celestes. Parabéns a todos os pais do Ceará, do Brasil e do Mundo.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-FORTALEZA/CEARÁ

Antonio Paiva Rodrigues

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Este blog tem por finalidade divulgar o jornalismo pelo Brasil e no mundo. Bem como assuntos doutrinários e espirituais.