TOP BLOG

TOP BLOG
Espiritismo Redivivo

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

MULTIPLICAÇÃO DE FIÉIS




MULTIPLICAÇÃO DE FIÉIS

A revista “Isto É” coloca a nossa disposição dois assuntos relacionados à religiosidade nas edições de nº. 2146/ano 34/ de 29/12/2010, e, na edição nº. 2151/ano35/ de 02/02/2011. Na primeira, um assunto que muitos religiosos tomaram conhecimento, mas tem causado certa polêmica. Até mesmo o editor da revista colocou a frase “As Mulheres de Jesus” sem nenhuma pontuação levando o leitor menos preparado a uma dúbia interpretação. Na segunda edição “O Novo Astro da Fé”, e aqui indagamos: a fé necessita de astros? O artigo 5º., da Constituição Federal Brasileira diz que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: nos itens abaixo relacionados existem os relatos sobre a liberdade de crença como veremos a seguir: “VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

VII - é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva; VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei”. Pelos itens mencionados existe a confirmação de crença religiosa, mas não existe viés direcionado para a criação desordenada de igrejas que lidam com a religião cristã. Achamos que algumas religiões estão mais preocupadas coma arrecadação do vil metal, do que com o ensinamento religioso. É uma igreja em cada esquina. Nem a radiodifusão escapou dessa mania exagerada, pois nos acercamos do clichê popular que afirma: ”Tudo demais é veneno”. A religião não fugiria a essa regra. Como existem deficiências na “Trindade Social”, o povão já acostumado ao sofrimento recorre a determinadas religiões como válvula de escape, pois seus membros principais prometem curas fabulosas, melhoria na vida econômica, resolver problemas conjugais, familiares, curas de paralíticos etc., e ainda aqueles que prometem curar a AIDS.

A religião não é apenas uma, são centenas. A espiritualidade é apenas uma. A religião é para os que dormem a espiritualidade é para os que estão despertos. Será que todos que procuram desesperadamente socorro nessas igrejas estão despertos ou são vítimas de lavagem cerebral? O sofredor está mais aberto para a inserção de pessoas que querem tirar proveito, pois para ele tudo é difícil até uma simples consulta médica. O cenário da radiodifusão brasileira já está repleto delas, sejam em AM (Amplitude Modulada ou em FM- Frequência Modulada). O problema é mais grave ainda, pois os que lá estão usando o microfone não são radialistas profissionais. A concessão pública das emissoras de rádio e televisão precisa ser revista, visto que em pouco tempo as programações em AM e FM serão exclusivamente de cunho religioso. Existe cartel religioso entre as religiões no tocante a radiodifusão? Parece-nos que sim. A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer e querem ser guiados. A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.·.

A religião tem um conjunto de regras dogmáticas. A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo. A religião ameaça e amedronta. A espiritualidade lhe dá Paz Interior. A religião fala de pecado e de culpa. A espiritualidade lhe diz: "aprenda com o erro". Pelo que vemos no dia a dia a missão dos repassadores da palavra do grande Mestre Jesus não é esta, a finalidade precípua é outra, pois além do crescimento material, o patrimônio monetário cresce a passos largos. A religião reprime tudo, te faz falso. A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro! A religião não é Deus. A espiritualidade é Tudo e, portanto é Deus. O Mamon se tornou o azimute principal de inúmeras religiões e elas sendo criação humana a riqueza material parece sobrepujar a espiritualidade.  Como o ex-lavrador Valdemiro Santiago construiu um império religioso com mais de três mil templos espalhados pelo mundo e, com fama de milagreiro, lidera a igreja evangélica que mais cresce no Brasil? Nada melhor do que o próprio pastor para dar a resposta.  Jesus Cristo esteve na Terra pregou o amor e o perdão, nasceu pobre, continuou pobre, profetizava em qualquer lugar e jamais pediu em troca de suas pregações, dízimos exorbitantes, pois para ele o dinheiro não era tudo e sim o bem estar do povo onde ele habitava.

Certa vez o perguntaram: “Mestre é justo pagar tributo a César”? Ele na sua sabedoria divina respondeu: “Daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”. Deus precisa de dinheiro? Não. Santiago afirma a revista em apreço: “Meu trabalho é o altar; meu negócio é multiplicar as almas”. Santiago é o responsável pela igreja Mundial do Poder de Deus. É bom que se frise de que Deus não deu poder a ninguém. Contemplou o homem com a inteligência, o livre-arbítrio e o instinto, mas aqueles que não seguem os regulamentos divinos estarão sujeitos as Leis de Ação e Reação e a de Causa e Efeito’, que são infalíveis. A religião inventa. A espiritualidade descobre. A religião não indaga nem questiona. A espiritualidade questiona tudo. A religião é humana, é uma organização com regras. A espiritualidade é Divina, sem regras. A religião é causa de divisões. A espiritualidade é causa de União. A Bíblia tem se tornado um grande arsenal nas mãos de muitos religiosos. Com discurso de homem do povo, carisma inato e um aparato de comunicação competente, Valdomiro Santiago faz a sua Mundial ascender ao topo das igrejas neopentecostais do Brasil.

Existe no Brasil outra igreja Pentecostal “Deus É Amor”- dirigida pelo missionário Davi Miranda que foi fundada em 1962, mais ou menos na mesma época do Ministério de Bela Vista. Tida como igreja de cunho pentecostal, defensora zelosa da ortodoxia bíblica baseada nos ensinos dos Apóstolos, a instituição tem sido muitas vezes tachada de fanática. Não seria fanatismo do homem que multiplica fiel? Não posso afirmar com certeza, mas transparece que sim.  A religião lhe busca para que acredite. A espiritualidade você tem que buscá-la. A religião segue os preceitos de um livro sagrado. A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros. A religião se alimenta do medo. A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé. A religião faz viver no pensamento. A espiritualidade faz Viver na Consciência. A religião se ocupa com fazer. A espiritualidade se ocupa com Ser.

A religião alimenta o ego. A espiritualidade nos faz Transcender. A religião nos faz renunciar ao mundo. As religiões deveriam ter mais preocupação para que seus fiéis estudassem mais a contento a espiritualidade, mas estão preocupadas com o crescimento seja em nível nacional ou mundial. Treze anos depois de fundar a Mundial, o homem que gosta de cultivar a fama de matuto mora em um condomínio de luxo em Barueri, na Grande São Paulo, e tem na garagem três carros importados e blindados. Um contraste sem tamanho para um homem que diz pregar a fé tem portentoso apartamento e carros blindados. Será que o pastor tem outra função remunerada? Pelas nossas conclusões uma batalha vai começar entre o Mundial e a Universal, visto que o patrimônio das duas cresce assustadoramente e seus fiéis continuam pobres desde que entraram para a congregação religiosa. Segundo estatísticas os evangélicos no Brasil somavam 26,1 milhões de fiéis em 2000. Especialistas estimam um salto de mais de 50%, totalizando 40 milhões de ovelhas protestantes, nos dados do Censo de 2.010.

 “Glória o ex-roceiro, que cuidava de marrecos e foi viciado em drogas, é ovacionado por 2,3 milhões de pessoas, em Interlagos no primeiro dia de 2011”. Cura o milagre é o carro-chefe da igreja Mundial. Pessoas com câncer e até cadeirantes testemunham ter se curado com a intervenção de Santiago e seus pastores. Como pode um ser com as pernas atrofiadas, os ossos fracos, há anos numa cadeira de rodas de repente ter todo o seu corpo defeituoso reconstruído e sair andando como nunca tenha sido paralítico? Inacreditável que nem a ciência será capaz de explicar. “Aquela máxima da publicidade de que uma imagem vale mais do que mil palavras se aplica muito bem a Valdomiro”, afirma Ronaldo Didini, ex-membro da cúpula da Universal e braço-direito de Santiago. Um aviso ao Conselho Brasileiro de Medicina que deveria investigar a fundo o poder de cura do pastor Valdomiro, pois ele dever estar curando mais do que o próprio Jesus Cristo que começou a profetizar com 30 anos de idade e foi crucificado aos 33 anos e o pastor em alusão há mais de 13 anos afirma curar seus fiéis.

Ele paga a Bandeirantes (Rede 21) seis milhões de reais por 22 horas diárias, mais 101 mil reais por mês, pagos a Multichoice, empresa sul-africana distribuidora de sinal, também está no ar em Angola, Moçambique, Guiné Bissal, São Tomé e Príncipe, Líbia, Zimbábue e Botswana. Por uma hora de programação na TV Soweto ele paga o equivalente a R$ 59 mil reais, em Maputo, capital de Moçambique também paga. Pesquisador da área de sociologia da religião, Ricardo Mariano afirma que as crenças e práticas mágico-religiosas da Mundial são uma cópia da Universal. Tanto que até o nome da igreja de Santiago, igreja Mundial do Poder de Deus, é uma evidente inspiração na primeira casa: Igreja Universal de Reino de Deus. Santiago ficou conhecido por usar chapéus típicos de quem se criou no meio do mato. Assim também é visto em seus finais de semana, que acontecem, como ele diz, às quartas-feiras.

Nesses dias, ele se tranca em um sítio, em Santa Isabel, a 50 quilômetros de São Paulo. Antes depois os fiéis choram e se emocionam muitos apresentando exames médicos que revelam o desaparecimento de uma doença. My God quando inocência do povo brasileiro. Já é hora de quem de direito fiscalizar todas essas igrejas que enricam com tanta facilidade e já existem outras ramificações crescendo e aumentando patrimônio e ninguém de sã consciência toma providência. A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele. 

 A religião é adoração. A espiritualidade é Meditação. A religião sonha com a glória e com o paraíso. A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora. A religião vive no passado e no futuro. A espiritualidade vive no presente. A religião enclausura nossa memória. A espiritualidade liberta nossa Consciência. A religião crê na vida eterna. A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna. A religião promete para depois da morte. A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida. Com tantos membros de igrejas que efetuam “curas mirabolantes” não será mais preciso formar profissionais de medicina.

“As mulheres de Jesus”. Saiba quem são as mulheres e qual o papel delas ao longo da história de Jesus Cristo, e como elas ajudaram a definir os rumos do cristianismo. Ao lado do Messias, elas protagonizaram as passagens que definiram o cristianismo, estiveram com ele durante suas pregações e não o abandonaram no seu calvário. Saibam quem foram as representantes do sexo feminino que acompanharam Cristo em toda sua trajetória e ajudaram a moldar a igreja. “Com a leitura dos Evangelhos como relatos simbólicos aliados ao estudo histórico do tempo de Cristo, é possível resgatar o protagonismo de algumas mulheres na vida de Jesus”. Falar sobre a vida do grande Mestre Jesus não é tarefa fácil, visto que a Igreja católica durante o decorrer do tempo nos repassou somente coisas que eram do agrado dos grandes missionários católicos (Papas). 

Se as mulheres eram fracas e sugestionáveis como alguns afirmam, por que foram elas as testemunhas de momentos-chave do cristianismo, com a morte e ressurreição de Cristo? Há um, porém em toda essa afirmação, pois os primeiros seguidores de Jesus Cristo não foram chamados de cristãos, e, sim Seguidores do Caminho, após a conversão de Paulo é que os seguidores do caminho passaram a ser nominados de cristãos. Dizer que só as mulheres acompanharam o sofrimento de Cristo fica vago, pois existiam homens também e o apóstolo querido de Jesus estava lá, João o evangelista.

Inclusive quando Maria chorava desesperadamente clamando pelo filho, Jesus disse: Senhora eis aí o te filho, filho eis aí a tua mãe, se referindo a Maria e a João e com isso uma nova família seria formada, pois João o único apostolo que não morreu assassinado ficou com a incumbência de cuidar da mãe do Nazareno. Verônica que enxugou o rosto do Mestre, a Diaconisa Febe (50 D.C) vivia em Cencreia e organizava reuniões dos cristãos primitivos em sua casa. Teria sido responsável, ainda, por levar as cartas de Paulo a Roma. Lídia de Tiatira (50 d.c) vendia púrpura , uma tintura em felipos . É considerada a primeira mulher a se converter ao cristianismo por influencia direta do apóstolo Paulo e, a partir daí passou a coordenar reuniões de cristãos primitivos em sua casa. Prisca, mulher de Áquila, mencionada nos quatro livros do NT, aderiu ao cristianismo em Roma, de onde foi expulsa após o Édito de Claúdio, que proibiu judeus de se associarem a Jesus Cristo. Trabalhou intensamente na evangelização. Outras grandes figuras femininas: Maria de Magdala, da qual Pedro tinha muito ciúme dela com Jesus Cristo, Técia de Icônio ouvia sempre as pregações de Paulo, era aristocrática, foi abandonada pela mãe que queria se casamento. Acabou se instalando em Selêucia, onde fundou um convento. É considerada mulher apostólica e filha mais velha de Paulo.

Santa Helena de Constantinopla (250 D.C -330 D,C), Santa Marcella (325 D.C-410 D.C), Santa Gertrudes de Nivelles (626D.C.-659 D.C), Santa Catarina de Siena (1347-1380 D.C.); Santa Joana D’Arc (1412-1431 D.C) Santa Teresa D’Ávila (1515-1582 D.C) Santa Rosa de Lima (1586-1617 D.C) Santa Juana Inés de La Cruz (1648-1895 D.C), Susanna Wesley (metodista) 1669-1742 D.C), Santa Bernadete 1844-1879 D.C), Santa Edith Stein (1891-1942 D.C), Li Tim-Oi (anglicana) (1907-1992 D.C), Madre Teresa de Calcutá (1910 -1997 D.C) Soubirous. Colocamos por nossa conta e risco a irmã Dulce. Uma viveram na época de Cristo, outras um pouco tempo depois e outras quase recentemente.  No século VII depois do Édipo de Milão (313 D.C), que legalizou o cristianismo e a adoção da confissão pelo Imperador Constantino, as portas da igreja para as mulheres se fecham quase completamente. A institucionalização cristaliza a hierarquia que vinha se estabelecendo desde o século II. Pouco mudará para as mulheres entre os séculos II e XVI, quando Martinho Lutero dá início ao que será conhecida como Reforma Protestante.  

 Mesmo assim é bom frisar que a Papisa Joana teria escolhido o catolicismo uma mulher para o cargo mais alto de sua hierarquia? É isso o que diz a lenda da papisa , que teria servido, travestida de homem e foi escolhida papa, mas acabou sendo desmascarada depois de esconder uma gravidez até a hora do parto e teria sido morta pelo que fez. Diz os católicos que tudo não passa de invenção, mas não cita nomes. Há quem afirme que a história foi criada para satirizar o papa e a igreja. Será que a “Santa Inquisição” também teria sido invenção? Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- MDA ALOMERCE- DA ACE- DA UBT- DA AVSPE E DA AOUVIRCE



Um comentário:

Vascon disse...

Certo estou da existência da verdade suprema incessantemente a mostrar-nos o caminho do respeito mutuo traduzido por “amai-vos”, vivo e latente em todas as revelações. Certo estou que o próprio Benigno está a coordenar a evolução de nossa responsabilidade mental, física e moral; fazendo vistas grossas para o que achamos, escolhendo aqueles que se “voltam contritos” e usando-os. Os Irmãos espíritas tiveram seu expoente, deixemos agora nossos Irmãos evangélicos ensaiarem os seus, esperando os frutos do respeito elevado à quinta potencia, alimentando, amparando... transformando-nos na melhor comunidade que poderia existir por estes tempos.

Antonio Paiva Rodrigues

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Este blog tem por finalidade divulgar o jornalismo pelo Brasil e no mundo. Bem como assuntos doutrinários e espirituais.